terça-feira, 23 de junho de 2009




Zero hora



Tiveste-me todo o tempo
o tempo todo

mas meus ponteiros
agora
recusam-se


a te marcar



Eliana Mora, [do Baú] 2001

4 comentários:

  1. Brilhante, El! é impressionante como você consegue dizer tantas coisas em tão poucas palavras!

    Amei, como tudo o que você faz!

    Beijos mil,

    Ada

    ResponderExcluir
  2. Oh querida Ada, estás 'me acostumando mal' de ver uma palavra tua todo dia....hummm que delicia

    beijos e mãos à pena!
    El

    ResponderExcluir
  3. cara poeta - vim agradecer tua visita ao meu blog e encontro um manancial de belos versos - obrigada! já está entre os favoritos.
    besos

    ResponderExcluir
  4. Mas que bom sabê-la aqui, Líria.
    É uma honra,

    beijo e abraço
    El

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.