sábado, 19 de setembro de 2020

Pedido à deusa Vida

 

Pedido à deusa Vida



Minha luz diáfana
minha flor dourada

ouvem meu grito
Leva-me dentro de ti
ó deusa Vida
que tanto brilho tens

 Coloca-me dentro
dos sons
como num concerto
de Rachmaninoff
alerta-me, 
sim

Rouba meus anseios
para que eu não me sufoque!
deixa-me vencer os arroubos
que o gênio me dá
me eleva
me desvenda

Depois que tudo passar
inclina-se sobre mim
ó máe
para recolocar-me num lugar
onde mereço estar
[que é meu]

Olha-me
sorri para mim, ó Vida
deixa-me ver o belo
a profundidade mais sensível
do mais invisível
dos sons

Serei feliz assim.


Eliana Mora, agosto, 2020



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.

Pedido à deusa Vida

  Pedido à deusa Vida Minha luz diáfana minha flor dourada ouvem meu grito Leva-me dentro de ti ó deusa Vida ...