domingo, 26 de agosto de 2012

A l u g a -s e


Aluga-se


Meu coração
quarto vazio
hospedaria
vê roçar nele
a lassidão
de quem
perdeu

Meu coração
rascunho
planta
engenharia
um edifício que
não há
[é sonho meu]


©Eliana Mora, 15 de julho de 1999
In: Mar e Jardim

2 comentários:

  1. Olá, Eliana...

    Nossa, um agosto enorme e cheio de trabalho me fez ficar longe das visitas aos blogs, mas sempre é bom passar por aqui!

    Abraço do Pedra

    ResponderExcluir
  2. Quando a tristeza nos atinge, o vazio se torna perda irremediavel. Mas plantando sementes de esperanças, este mesmo vazio se torna um espaço livre para o crescimento.

    Beijos Mágicos

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.