segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Cântico quântico

 
  

Cântico quântico 



Ó torre de marfim
torrão
d
ose lenta de morfina


conforme combinado
vamos entrar no mapa do deserto

ligar 
o núcleo virgem das miragens

Permanecer solenes
[sob o sol]
 



Eliana Mora, 30/9/13

2 comentários:

  1. Oi, Eliana:

    O título me chamou muita atenção, por isso passei por aqui.
    E encontrei um ótimo poema, reflexivo, que fala das coisas que se findam.
    E da dor que disto resulta que só a morfina, quem sabe, possa sedar.

    Abraço.

    Ricardo Mainieri
    http://mainieri.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Caro Ricardo

    Sempre é bom ouvir os bons "sentidores"...

    um abraço!

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.