sábado, 15 de novembro de 2014

Síntese de Tudo



Síntese de Tudo


Por onde correm emoções
desinvento arestas

nas pontas dos dedos
plenos de remendos
alguns sóis absorvem [ainda]
alguma claridade

dos nasceres de mim 



Eliana Mora, 22/1/2013 

2 comentários:

Minha poesia agradece.