segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Insondável Coração



Insondável coração


Isco e pisco.


Ensaio gostar

da doce figura que viu 
meu olhar
mas meu coração se retrai
desapega e se atrai
por cantos e contos
de vidas de outrora:
se dá e se nega
aos versos de agora.

Se encanta e navega 

em cores 

[da aurora]



Eliana Mora, 06/12/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.