quarta-feira, 18 de maio de 2011

B i b e l ô s

B i b e l ô s



pequenos enfeites
de cristal e porcelana
se entreolham
como que a esperar que alguém
com o toque
lhes traga uma certa sensação
de não serem totalmente

inanimados



Eliana Mora, sem data

2 comentários:

  1. Eles deixaram de ser inanimados agora, depois do seu poema!
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. (in)animados estão
    e sorriem para teu lindo pensamento...

    beijo,
    El

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.