segunda-feira, 30 de maio de 2011

Além das cortinas de fumaça


Além das cortinas de fumaça



Falas
de mapas e mistérios
ilhas, testamentos
e infernos

Sorris
tua boca guarda o mundo
pas-de-deux de amor e dor
descortina paisagens


[e ensaio enxergar



Eliana Mora, maio/2011

2 comentários:

  1. Grande poema! Toda a sua inspiração é admirável. Você está além das cortinas de fumaça!!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. para além ou aquém
    melhor é ser lida por alguém
    [como tu!


    beijo,
    El

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.