domingo, 5 de junho de 2011

Ali, bem além

Ali, bem além



Para aquém da pele clara e olhos blue
dos cantos meio tortos das fronteiras
dos sóis nos fins de tarde
[e dos poemas
um recanto será sim
de ausência toda tua desenhado
ao som de um Paganini inspirado
de rosas em tons de cor-de-rosa:
en-canto em tom maior
do nosso amor.




Eliana Mora, 04/6/2011
para minha mãe

8 comentários:

  1. [Imensa declaração]

    Imenso Abraço,

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  2. Eliana,

    vc intercala imagens de uma forma magistral, dando vigor a um tema que em mãos imperitas salientaria o clichê, mas que nas suas ganha um novo sabor.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Caro Nanini

    Para o poeta [e sabes disso] nada como 'derrapar', fazer novos desenhos e curvas nos pensares.

    Obrigada, com carinho
    El

    ResponderExcluir
  4. Querida Lázara

    Ouvir tuas palavras é um brinde; só posso agradecer,


    saudade e beijos
    El

    ResponderExcluir
  5. Adorei o blog!


    Bjos,


    Marceli
    http://dicadelivro.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Obrigada pela visita, Marceli!

    beijos; El

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.