sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

V I D A

 


V I D A


Se me tiras procuras
dou-te encontros;
enquanto puder te sentir
rir-me-ei dos danos.

Mas choro, sim :
todas as perdas que tive
de mim.



Eliana Mora, 21/12/2011

4 comentários:

  1. esse tocou aqui bem fundo ! lindo! beijos

    ResponderExcluir
  2. Beijo, querida amiga poeta, obrigada!!!

    carinho, sempre,
    El

    ResponderExcluir
  3. Lindo e intenso. Tocado em dom de a entender...
    doado, assim, dá sempre mais esperança à vida,
    a tudo o que se quer e a todos sentidos,
    beijo e abraço Eliana, Tero

    ResponderExcluir
  4. Sim, Dá "sempre mais esperança" porque dela precisamos, Tero, a cada dia, a se somar com tantos outros quereres e acontecimentos.

    obrigada e um beijo.
    El

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.