quarta-feira, 13 de junho de 2012

Um encontro com o Milagre




Um encontro com o Milagre
 
 
céu
tela gigante
 
pincéis de Magritte e Modigliani aqui terão passado
a derramar em gestos lassos
presentes de água pura
 
partitura
adágio
mistura de venturas e fracassos
arco-íris
úmida herança de planetas
 
desencontro de flagelos e canções
senda milagrosa
lava e pedra a produzir herança
em placenta crua
sobre a tela
 
toques
almas formam rimas
algas pequeninas e promessas
completam milagre do amor
peitos de horizonte batem muito além
 e aqui
ecoa

um carrossel de tons
 
 
 
Eliana Mora, 09/03/2007
[do Baú]

4 comentários:

  1. [não tem limites a poesia da cor

    quando por moldura o horizonte.]

    um imenso abraço, Eliana

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  2. A emoção de cada letra tua é recebida num lago de carinho
    / e minha alegria a/colhe a ti


    obrigada, poeta, caríssimo,

    Eliana

    ResponderExcluir

  3. tive que vir!

    e vc realemente imprimiu cor
    à poesia.

    ResponderExcluir
  4. Cara Adrianna, sem palavras, muito, muito emocionada!

    Um beijo, abraço, muito prazer, mesmo!

    Eliana

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.