domingo, 15 de julho de 2012

A u t ó c t o n e




AUTÓCTONE
 
 
 
O meu amor
como aquela planta que ficou no escuro
se encolheu
 
seus próprios frutos concebeu
em parceria com o som que se escondia
no enredo
 
 
daquela semente 

 
 
©Eliana Mora, 10 de junho de 2000

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.