quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Adagietto


Adagietto



Em modestíssimo compasso
volto  - passo a passo - a mim
contrario a rigidez dos músculos
a quieta solidez de pálidos casulos
ou iglus gelados

como a pele alva ao vento quente
em arrepios
sal a perfilar os ombros
que  sob pressão  levantam

ao fundo
melodia interrompida
metros e metros de um fio túrgido 
e sólido -- a Vida – 

com quem já fiz ensaios.



©Eliana Mora, oito de abril de 2002

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.