quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

M e d o



 Medo



telas de um palco a escorrer
da trêmula luz
retratos de pessoas
corpo de pessoas 

escamas ocas, vazias
na superfície do caos
cascos  fendas



brilho dos olhos
muito
muito abaixo do nível do mar
 



Eliana Mora, janeiro/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.