domingo, 15 de setembro de 2013

Poeira Cósmica


Poeira cósmica 


Vem aqui
deita-te no meu colo
faz carinho no meu cabelo
não me importa quanto tempo
a vida fique a caminhar pelo meu corpo
acerca-te de mim
porque quero muito mais
o toque suave
um dedilhado a criar uma canção 
que se funde à poeira 
desse amor

[eterno rastro]



Eliana Mora, 15/9/13

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.