sexta-feira, 1 de maio de 2015

Na Vida


Na Vida


A sanha
o sonho
a gana
o ganho
embalam
expurgam
invocam
explicam
[e valem]

o dano?



Eliana Mora, abril/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.