quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Dúvida e Certeza


Dúvida e Certeza



Não sei 

de onde vem
a certeza
a nobreza 
a fúria 
em nossos sentimentos

Mas sei  sim

onde posso encostar 
minha cabeça

ou 

onde meu sono febril poderá 
[a duras penas] 
pacificar-me:

apenas_em sonhos




Eliana Mora, 10/08/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.