sexta-feira, 11 de setembro de 2015

C â n t i c o



Cântico



No exílio da madrugada
a pele
[lírio de/sabores]
no plasma
quase doce

da memória



Eliana Mora, 11/09/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.