segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Indelével




Indelével



Enquanto lavo meus olhos

penso nas paisagens
que não vi

e que ainda assim vejo 

revejo
pelo mecanismo que herdei

E que está presente ainda

na minha 

memória




Eliana Mora, outubro/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.