sábado, 30 de abril de 2016

A voz que dorme


A voz que dorme 



Tua direção pode estar quieta

a dormir ali  
num peito calado 
sofrido
pode ser que seja esta a hora de libertar 
todas as pedras preciosas 
e de tentar conseguir 
um único [e desejado] 
diamante



Eliana Mora, sem data

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.