quarta-feira, 4 de maio de 2016

Como uma folha ao Vento


Como uma folha ao vento



Ali
onde todos os laços se soltaram
a vida surgiu
intacta
portentosa
por todos os cantos do universo
por todos os arcos

do perdão




Eliana Mora, 04/05/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.