sexta-feira, 10 de junho de 2016

Dúvidas e Razões


Dúvidas e Razões


Espanta-me com tua sede
teus olhos famintos
tua quietude

e te verei ali
dentro daquela casa azul
quase no meio do nada

se não sou eu 
a fantasiar demais
são minhas dúvidas
a bailar nos teus cabelos

essas sim são grandiosas
telepáticas, minuciosas
vivem a ferver

são fluidas 
curiosas, insistentes
são elas sim na verdade
harmoniosas

[sabem todas as razões 
     do meu viver]



Eliana Mora, 08/06/2016 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.