sábado, 17 de setembro de 2016

Pingos de um pensamento


Pingos de um pensamento 




No calor de uma noite
o habitante dos sonhos
surge 

meio assim às escondidas

E me penduro aqui
nas névoas e aventuras de uma vida
a perceber que 

de uma forma ou de outra
para sempre ficariam
as mesmas dúvidas


e que eu ainda seria uma estrela da noite
[um dia]

a perguntar
[porquê]




Eliana Mora, 16/09/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.