sexta-feira, 3 de março de 2017


Decisão precipitada



Atrás de luas em dobro
caminhei
na ponta dos dedos dos pés
silenciosamente

não tinha nenhuma ideia 
de como alcançá-las
sequer 
se existiam

Voltei
a ponta dos dedos inchadas
e com a certeza de um fato
essas luas poderiam estar 
quem sabe
bem aqui

E eu perdida
caminhando pelas trilhas de piratas
para nunca
[para sempre]
ser amada 

E ela ali
tranquila
muito perto de mim
dizia: 
olha eu aqui

a tua Lua Poesia!




Eliana Mora, 28/02/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.