sexta-feira, 14 de julho de 2017

Maneira qualquer de te querer


Maneira qualquer de te querer



Verde
Que te quero assim
sem cor qualquer
debruçado
espalhado pelo chão

Verde
Que quero azul
ou de qualquer maneira
guardado aqui
tatuado
no meu coração

Verde
Que te quero lua
em meus pensamentos a bailar
como se eu
te estivesse a recitar

Ver-te!
Que somente quero poder
te sentir

[e recordar]




Eliana Mora, 13/07/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.