quinta-feira, 9 de julho de 2009


Um encontro com o milagre


céu
tela gigante

pincéis de Magritte e Modigliani aqui terão passado
a derramar em gestos lassos
presentes de água pura
partitura
adágio
mistura de venturas e fracassos

arco-íris
úmida herança de planetas
desencontro de flagelos e canções
senda milagrosa
lava e pedra a produzir herança
em placenta crua

sobre a tela
toques
almas formam rimas
algas pequeninas e promessas
completam milagre do amor

peitos de horizonte batem muito além
e aqui
ecoa

um carrossel de tons



Eliana Mora, 09/03/2007
[do Baú]

7 comentários:

  1. Vejo seu carrossel de tons, da tela gigante do céu que beira o riodaqui. Belos versos.
    Abraços Poéticos - Paulo Viggu
    http://riodaqui.blig.ig.com.br

    ResponderExcluir
  2. imagens muito bem trabalhadas aqui no seu poema.

    saudade sua amiga. um beijo.muita luz. meu muito obrigado por tudo.

    Cássio Amaral.

    ResponderExcluir
  3. Paulo obrigada pela visita
    o "carrossel' passará em teu caminho...
    beijos idem

    El

    ResponderExcluir
  4. Cássio

    Pelo reencontro de amigos [na poesia] brindo; e a ti, pelo enorme 'ganho' num enorme conjunto de fatores, festejo também.

    Obrigada e beijos

    El

    ResponderExcluir
  5. El,




    céu
    tela gigante

    pincéis de Magritte e Modigliani aqui terão passado
    a derramar em gestos lassos
    presentes de água pura
    partitura
    adágio
    mistura de venturas e fracassos...

    .................

    peitos de horizonte batem muito além
    e aqui
    ecoa

    um carrossel de tons






    Muito bom isso!







    Beijos,







    Marcelo.

    ResponderExcluir
  6. Marcelo
    E muito bom ler isso; só te posso dizer que me faz feliz.

    beijo
    El

    ResponderExcluir
  7. Do céu caem sorrisos
    em ti

    [eu mando]


    beijos da El

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.