terça-feira, 20 de outubro de 2009


Direito à Propriedade



Todas as terras prometidas eram teu lugar
protegidas pela lei dos homens
engendradas nos tendões doídos de um amor nascente
reescritas aos pedaços em dias frios e noites penduradas
insistentes

tu nem reparaste que estavam a te esperar
_papel passado.


Faltou tomar posse.



©Eliana Mora, fevereiro/2008

2 comentários:

  1. poxa, gostei de verdade: tomar posse da parte que nos cabe na vida às vezes requer lembrança!

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.