terça-feira, 10 de novembro de 2009

O que me cabe




Cabe-me bem o sim


o 'm' a escorrer nos traçados do meu corpo
com seus tentáculos de larga envergadura
ou a prender
como em antigas armaduras
os movimentos de maneira etérea, majestosa
a tilintar como solfejo breve
[som antigo

algo de amor
na textura da pele




Eliana Mora, 03/10/2009

16 comentários:

  1. quanta grandeza essa
    o mais ,o vem,e tantos m(s) que te cabem
    gostei!
    beijo grande

    ResponderExcluir
  2. Mas que delicado, ó Laerth!
    Fico aqui a imaginar todos os 'efes e erres' que a mim desejaste!

    Gostei, muito!

    beijão,
    El

    ResponderExcluir
  3. Texto de quem domina as manhas da lira.
    Gostei, Eliana!

    ResponderExcluir
  4. Ô...e omo é bom ouvir, Henrique.
    Seja sempre ela nossa companhia.


    Obrigada e um beijo,
    El

    ResponderExcluir
  5. são, e te trouxeram aqui!
    ;-)
    beijo, Gi!


    El

    ResponderExcluir
  6. Lamentablemente no puedo juzgar plenamente tu poesía. Primero por que no domino lo suficiente el portugues y segundo por ser bastante ignorante de estas artes. No obstante, me parecieron buenas. Los cuadros elegidos como ilustración, buenisimos. Un abrazo. Podestá

    ResponderExcluir
  7. Lindo, lindo!

    Obrigado por Seguir o Varal!

    Serei seu fiel seguidor, também!

    ResponderExcluir
  8. Iracema, obrigada!

    Fui conhecer tua 'casa', amei!

    beijos da El

    ResponderExcluir
  9. Caro Podestá

    Gracias por tão bela mensagem!
    Abraços a ti, muitos.

    El

    ResponderExcluir
  10. Oi, Eduardo

    Mas ainda estou com a bela visão de teu poema aqui na retina...
    Eu é que te agradeço, sim, estaremos perto...

    beijos

    El

    ResponderExcluir
  11. Belos poemas, o blogue como um todo, muito bom, este poemas em especial, e o pequenos poemas, bastante delicados, mas profundos, em um assunto desconfortável e facilmente transformado em pieguice. não é o caso de teus poemas.
    abraços

    ResponderExcluir
  12. A ti, idem
    [depois de visitar-te já sou 'antiga' fã...]


    beijo, e obrigada
    El

    ResponderExcluir
  13. [a brisa que sopra nesta esplanada de letras é bálsamo para um viajante cansado! se não se importa vou tomar, aqui, uma chávena de estrelas e como mistura de aurora!]

    um imenso abraço

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  14. Mas que lindo recado! Estou emocionada, ó amigo Leonardo!
    Sim, venha, e serás muito bem recebido, licor e tudo!

    carinho e beijo,

    El

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.