terça-feira, 18 de maio de 2010

Cegueira



C e g u e i r a




Meu corpo em luz
parece flutuar
como garrafa transparente em pleno mar
inchada
grávida de bilhete antigo
para amor


que nem lê mais



Eliana Mora, 14 de novembro de 2000

6 comentários:

  1. muito boa sua poesia el.

    nos mudamos eu e minha esposa para o litoral de santa catarina.

    grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. mas em luz.
    Não é preciso mais que a iluminação da poesia.
    Sofrer? Mas iluminada.
    Gostei, Eliana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Caro Ypacarai

    Com as devidas desculpas pela ausência prolongada, agradeço a palavra....

    beijo

    ResponderExcluir
  4. não é preciso, nada é

    preciosa,
    a poesia
    nos toma em seu regaço

    é, e beijo.

    até breve
    El

    ResponderExcluir
  5. Cássio, tbém não estou no Rio

    é um prazer te ver aqui, ó poeta
    imenso abraço

    El

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.