sábado, 7 de agosto de 2010

Serenata para um deus interior


Serenata para um deus interior



Dentro de mim sou capital
do meu estado
os asteróides atravessam certo mapa
sutilmente inacabado
num poderoso passeio
iluminado
perpetrado em Luz

Dia claro
noite e lua de mim mesma
projeto de menina
revolução divina
em vida franca assim cruel e peregrina
e uma certa melodia conquistada

permitida por mim mesma
[e consagrada

Solos constantes de cordel em serenata
recitam pétalas de flor
que o vento espalha
e que se nutrem
de alguma paz terrena

A ensaiar um passo solto
[apenas livre

e ainda só
em sua eterna caminhada




©Eliana Mora, 11 de maio de 1999

série Poesia Imortal

6 comentários:

  1. Deus nos deu asas. Andamos com dificuldade, porque deveríamos apenas voar. O azul é o nosso espaço, não a terra escura.
    Abraço amigo, Eliana.

    ResponderExcluir
  2. "Andamos com dificuldade, porque deveríamos apenas voar."

    ...e nesses voos sentimos sim
    o dom, a beleza, o 'chão' para que nascemos...

    beijo, JCB

    ResponderExcluir
  3. Mana,

    A maior capacidade do poeta é pensar. O poeta por si só já é um pensador.

    Seu poema faz pensar e sua poesia continua batendo forte em nós.

    Estou lendo Olga Savary para formular meu projeto de mestrado. O Rodrigo de Souza Leão me apresentou a ela, antes dele falecer.
    Falei com ela algumas vezes por telefone.Não a conheço pessoalmente.
    O trem vai ser nos haikais dela, já que ela e eu temos essa afinidade, afinidade que você também tem com seus tercetos, poetrix e seus haikais.
    Bom vir aqui e ler você.
    Estamos morando eu e minha esposa no litoral de Santa Catarina, a cidade é Barra Velha.
    Aqui tá gelado de frio.

    Grande abraço. Muita força e luz.

    ResponderExcluir
  4. Caro amigo!

    Uma bela escolha de tema! Eu a conheci, é amiga de uma poeta do Rio [amiga minha].
    Bom vê-lo assim, todo animado com a tese, tomara dê tudo certo!

    Agradeço as lindas palavras, sempre, sempre a Poesia será meu chão.

    imagino que o 'colo' está pra lá de necessário por aí ;-)

    beijos e até breve!
    El

    ResponderExcluir
  5. a melhor liberdade é aquela que nos impomos.

    ResponderExcluir
  6. penso que é aquela a que nos conduzimos, após muitos tropeços e tentativas.

    beijo, El

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.