quinta-feira, 23 de junho de 2011

Nuvem de Dois

Nuvem de Dois


ele
como que a entoar cantiga
quase etérea
desprendida de ditames
cá da Terra

ela
num voo
viagem de lira
com letras, carinho
e muita - muita vida.


Eliana Mora, 19/6/2011

14 comentários:

  1. [entendi, acho que tem mesmo a ver!]

    beijo!

    ResponderExcluir
  2. Mais uma que quer se "ela"!!! Abraço,
    Araceli

    ResponderExcluir
  3. então, por favor, seja....!

    beijo,
    El

    ResponderExcluir
  4. Tão doces as tuas palavras, teus versos... Profundidade de Lírio que, não por acaso, é a flor mais fantástica que tive contato.

    Que esta nuvem se aproxime sempre sempre para o nosso "en-canto".

    ResponderExcluir
  5. Obrigada. Doce é poder contar com pessoas como tu, para que fiquem as 'nuvens' com mais e mais poetas.

    beijo,
    El

    ResponderExcluir
  6. deliram dois / vôo eterno / completude!

    ResponderExcluir
  7. As evidências por serem claras demonstram, naturalmente, a forte crença nessa possibilidade de verdade, daí que se apresenta na forma mais lógica dando Luz aos pareceres em busca dos sinais da beleza, seu propósito a encantar os Homens, em saberes e em obra.
    Seres tão providos de expressões que nos ajudam a compreender melhor a existência atraindo-nos a sermos melhores...

    Existem muitas razões para afirmar que o Homem tem em si uma poção para encantamentos. A Arte, a Ciência e a Técnica são um mesmo caminho que nos incita a explorar saber, conhecimentos, emoções, sentimentos... embora todas as sensações podem ser tão terrenas quanto celestiais, só porque existe Poesia entre os Homens.
    Seja o (re)conhecimento a nossa melhor forma de interpretar cada vivência em paixão, em amor, em compreensão, construindo laços tão estreitos quanto o poder da Alma entregando-se a cada dia, em perfeita disposição.

    Viva Luz ao teu caminho, sempre!, pois os Poetas e a Poesia terão sempre seu melhor destino. Que se cumpra em cada verso.

    É um prazer ler-te assim tão leve quanto o peso leve do mundo em tuas mãos. Beijo El, Tero

    ResponderExcluir
  8. Bonita imagem, essa, que escolheste estreitando o que de bom tem em ler tua poesia. Como que a dizer-nos um caminho tão paradisíaco quanto as águas cálidas dum mar aberto a nos dizer tanto num amanhecer por onde vagas de um pensamento nos leva a outra margem sem o menor esforço.
    Haja saúde, paz e amor - alegria em teu coração, sempre, abraço, Tero

    ResponderExcluir
  9. deliram dois / vôo eterno / completude!

    anseio/ vivência festiva / sorte

    beijo!

    ResponderExcluir
  10. ...até
    que chuva...
    bj

    ...invada?
    ou caia assim, de leve
    a embelezar?

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Seja o (re)conhecimento a nossa melhor forma de interpretar cada vivência em paixão, em amor, em compreensão, construindo laços tão estreitos quanto o poder da Alma entregando-se a cada dia, em perfeita disposição. [...]


    seja assim,
    que somente assim nossa 'passagem' vale.

    beijos em ti, El

    ResponderExcluir
  12. "Bonita imagem, essa, que escolheste estreitando o que de bom tem em ler tua poesia." [...]

    Realmente a considero algo que estimula, explica e tem beleza. obrigada e beijo.

    El

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.