quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Entre o som e o silêncio

Entre o som e o silêncio



Aqui
tua presença é densa partitura
chegas para perpetuar vida
preencher destinos

Aqui
tua ausência rasga o traço cor de sangue
é chaga no alto da chama do amor
luminosa, quente

[a resplandecer no silêncio



Eliana Mora, 24/7/2011

2 comentários:

  1. aqui o teu beijo
    sopra sempre
    ao lado dos pássaros.

    ResponderExcluir
  2. neles está o que calo:
    quase canto
    tavez rimas.

    ResponderExcluir

Minha poesia agradece.