domingo, 30 de agosto de 2015

Um teste que não deu certo


Um teste que não deu certo



Fios puxei
pavios acendi
candeeiros
nos céus iluminados
pendurei
tudo para poder aos poucos
descobrir
onde começava
onde terminava
nosso poder
de apenas confundir
utopias pessoais
com realidade


Mas isso tudo
na verdade
para poder hoje dizer
que não

[ainda não aprendi]



Eliana Mora, 30/08/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.