segunda-feira, 31 de julho de 2017

Um céu me apareceu


Um Céu me apareceu



Um céu lúcido
sem dobras
sem marcas
pingos 
ou pontos de dúvida sobre 
seu azul

E para onde 
- diga-me -
para onde olharia um ser
para onde voltaria seus clamores

se não para este céu?



Eliana Mora, 24/7/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha poesia agradece.